Resenha: A Garota Que Não Se Calou – Abi Daré

Recebi esse livro na minha primeira caixinha da Assinatura da Tag Inéditos. De cara eu já eu amei o título do livro e a capa, e o enredo me pareceu muito interessante.

Sinopse: A garota que não se calou conta a história de Adunni, uma jovem que, mesmo tendo crescido em uma vila rural nigeriana, almeja por estudar e ser ouvida.
Após ser vendida pelo pai para ser a terceira esposa de um homem ansioso para que ela lhe dê um herdeiro, Adunni foge, buscando transpor os obstáculos da pobreza, do machismo e de uma sociedade arcaica. Corajosa, Adunni vai contra todos aqueles que dizem que ela não pode sonhar.


O livro conta a história de Adunni, uma menina de quatorze anos, que pertence à Aldeia Ikati, na Nigéria. Adunni perdeu sua mãe recentemente para uma doença, e desde então fica responsável pelos seus irmãos, Kayus e Minino-Home, e seu pai, que se deixou levar pelo luto e desde então as dívidas não param de acumular.

Como de costume na aldeia Ikati, meninas entre 14 e 15 anos, já estão na idade de casar. Só não é forçada a se casar se estiver estudando. Mas ter acesso à escola, naquele lugar, é um privilégio de poucos. Com muito esforço dos seus pais, Adunni chegou a frequentar a escola anteriormente, era apaixonada por aprender e mais ainda por ensinar. Decidiu que iria estudar e seria professora. Mas seu pai a fez deixar a escola pois já não tinha mais dinheiro para as taxas escolares, deixando Adunni sem opção. Antes de morrer, sua mãe havia lhe dito que a educação seria sua voz e que só assim ela seria escutada. E Adunni queria ser ouvida, bem alto.

Mas com as contas aumentando, o dinheiro e a comida acabando, o pai de Adunni toma uma decisão: vai vender a filha para que ela se case com Morufu, um velho local que já tem duas esposas, quatro filhas e está ansioso para que a terceira lhe dê um herdeiro.

Adunni decide fugir para a cidade na esperança de ter uma vida melhor, mas acaba por servir uma família rica, se tornando uma escrava impotente. Embora os obstáculos tentem abafar sua voz, Adunni decide que será ouvida e fará de tudo para tornar seu sonho realidade.

Em um primeiro momento, eu tive um pouco de dificuldade de fazer a leitura desse livro, devido à forma como foi escrito. A autora escreveu o livro completamente da forma como a personagem, Adunni, fala. Como por exemplo, na passagem da página 10: “Tamém tem um ventilador de pé, falta duas pá do ventilador, por isso tá sempre soprano ar que deixa a sala toda quente. O papai gosta de ficar sentado na frente do ventilador de noite, com os pé cruzado e bebeno da garrafa, que virou sua esposa desde que a mamãe morreu.”

Estranhei no início, por conta dos erros de gramática, mas logo me acostumei. Isso tornou a história ainda mais palpável e nos aproxima da personagem. O enredo é completamente envolvente e facilmente essa história daria um filme (torço para que vire um em breve!).

Muitos personagens na história são detestáveis e diversas passagens eu li com um nó na garganta. O livro é um relato atual de uma realidade renegada por muitos, em uma sociedade que fecha os olhos para os problemas alheios. Em contrapartida, o amor de Adunni por aprender, o encantamento pelos livros e a vontade de mudar sua realidade através da educação é de fazer o leitor sorrir em cada trecho.

A Garota que não se Calou é um grito de socorro das tantas meninas traficadas na Nigéria. Das menores de idade obrigadas a casar e ter filhos para salvar a família da fome. Da classe periférica que busca nos estudos a mínima chance de mudar de vida.

Forte, tocante, sensível e inteligente, A Garota Que Não se Calou se tornou uma das melhores leituras do ano. Mais do que indicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: