Livros da Jess

Um blog sobre livros e filmes, feito por uma carioca bibliófila.

Resenha: Coroa da Meia-Noite (Trono de Vidro #2) – Sarah J. Maas

Título: Coroa da Meia-Noite
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 406
Nota:  

Sinopse:
Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a
assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da
escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve
com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos
arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração
contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores,
Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não
imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e
traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o
capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta,
imerso em seus próprios dilemas e descobertas. 
A
princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas
sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um
segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena
está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que
aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de
vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica
noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer
descobrir a verdade para fazer justiça.

Em Trono de Vidro fomos apresentados a esse mundo incrível
que envolve magia e mistérios. No segundo volume, a história está mais sombria
e apaixonante do que nunca.

Como vimos no primeiro livro, Celaena
Sardothien
venceu a competição que definiria o novo Campeão do
Rei de Ardalan. A assassina agora serve
o homem que ela tanto detesta e teme em troca da tão desejada liberdade. Uma de
suas obrigações é eliminar os alvos que o rei ordena – traidores da coroa ou
não -,  e trazer-lhe alguma prova, como a
cabeça da vítima. Em troca, ela recebe
o conforto do castelo, uma quantia
razoável em dinheiro que lhe permite comprar algumas extravagâncias, tais como:
livros, roupas luxuosas, joias… Porém,
ela começa a questionar o seu papel de assassina do rei. E tudo se complica
quando o seu próximo alvo é um antigo amigo de seu passado.

Nesse meio tempo, fora do castelo, surgem rumores, boatos
a respeito de uma conspiração contra o rei. Celaena então é encarregada de
investigar tal rumor e de eliminar os responsáveis por tal ato de rebeldia.

 



Ao mesmo tempo, ela precisa desvendar mistérios como: qual é
a fonte de magia negra que a rainha Elena a alertou; Quem anda utilizando as
marcas de Wyrd; Qual é a criatura faminta que anda pelos túneis secretos do
castelo… Aos poucos, Celaena vai desvendando as charadas e os mistérios que
rodeiam o castelo, e descobre verdades há muito tempo escondidas. E dessas
descobertas vem segredos… e inúmeros perigos.

E ela não está sozinha, em  meio de diversas reviravoltas a assassina
conta com a ajuda do capitão da guarda, Chaol, e do príncipe Dorian.



Quando terminei Trono de Vidro, eu fiquei louca para ler o
segundo volume da série que é composta de seis livros, sete com um spin-off. Em momento
algum do primeiro volume eu fiquei entediada. Não posso dizer o mesmo de
Coroa
da Meia-Noite
. O livro começa meio parado, sem grandes acontecimentos.

Depois das primeiras 100 páginas, ele
começa a ficar bom. Teve momentos engraçados com Mort, a aldrava mágica.
Dorian amadureceu muito. E teve uma revelação envolvendo ele que eu não esperava.
Chaol tem mais destaque nesse livro. Ele e Celaena começam um relacionamento. Celaena está mais implacável, sombria e
mordaz do que nunca.
Temos uma revelação surpreendente no final, mais precisamente na última
frase do livro. Porém, há pistas a partir da metade da obra… Descobrimos também alguns segredos da princesa
Nehemia. Eu, particularmente, nunca gostei muito dela. Acho ela inteligente, mas burra em alguns
momentos.

Não foi nesse livro ainda que a autora explorou o mundo feérico. Mas
ela dá indícios que no próximo volume estará.  A autora soube equilibrar bem magia, mistério,
romance e ação. Nas últimas páginas, a gente consegue visualizar as cenas como
um filme de ação. Fiquei arrepiada com a descrição
! É tão bem escrito e
desenvolvido que você quer estar dentro da cena. Teve vezes em que eu quis entrar dentro do livro e alertar
a Celaena dos perigos.

Mistérios foram desvendados, mas com eles vieram outros.
Tudo se encaixou perfeitamente bem. Celaena Sordothien é umas das minhas
personagens preferidas. Ela é diferente de todas que eu conheço. Ela é incrível!
Quero ser ela, haha. Sim, ela faz burrice, mas não tem como não a perdoar.  

A capa está maravilhosa. E o legal é que na frente e atrás ela está vestida diferente, mas na mesma pose. Como no livro anterior, veio o
mapa de Erileia. A fonte está boa, porém o que me incomodou foi a falta do
travessão em várias páginas.

Se você ainda não leu Trono de Vidro, o que está está esperando? É umas das melhores séries de fantasia YA da atualidade! Em Coroa da Meia–Noite temos mistérios, traições, romance
e uma boa dose de ação. É impossível
parar de ler.

Me conte se você já leu o livro ou quer ler! Beijos e até a próxima!

livrosdajess

One thought on “Resenha: Coroa da Meia-Noite (Trono de Vidro #2) – Sarah J. Maas

  1. Olá Marcelle.
    Amei sua resenha *-*
    Confesso que eu estou LOUCA pra ler Trono de Vidro, infelizmente não tive a oportunidade ainda. A história parece ser muito boa e as capas são maravilhosas 😍
    Espero ler em breve.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top